O que é Open Finance: entenda como funciona!

o que é open finance

Dando seguimento à revolução atual no sistema financeiro brasileiro, o Open Finance surge para atualizar novidades presentes no mercado.

Com o Open Finance, os clientes aproveitam um aumento na diversidade de soluções financeiras ao seu dispor.

Isso porque, agora, empresas de quaisquer segmentos passam a poder atuar como instituições financeiras.

De modo geral, o conceito de “finanças abertas” oferece diversos benefícios, impactando positivamente a rotina dos brasileiros.

Apesar disso, existem muitas dúvidas sobre a criação de um sistema financeiro aberto e o que isso representa na prática.

Quer descobrir o que é o Open Finance e qual a sua diferença para o recém lançado Open Banking? Então continue neste artigo!

O que significa Open Finance?

O Open Finance é um sistema financeiro aberto que permite que várias organizações, além dos bancos, ofereçam soluções financeiras em seu portfólio.

Para isso, no entanto, é preciso estar de acordo com regulações pré-estabelecidas pelo Banco Central.

Na prática, a novidade capacita mais empresas a prestarem serviços mais completos para seus consumidores.

Dessa forma, dando seguimento à tendência de descentralização de operações financeiras no País. 

O conceito de Open Finance serve como substituto ao atual e recente modelo de Open Banking.

Segundo o BC, o intuito do novo programa é poder atingir não só as instituições bancárias, mas também organizações financeiras, como:

  • Companhias de câmbio;
  • Corretoras;
  • Fundos de previdência.

Historicamente, os bancos concentram a maior parte dos serviços financeiros no Brasil.

E por conta disso, sempre exigiram altas taxas para a prestação de serviços burocráticos e nem sempre vantajosos.

Junto ao lançamento do PIX e PISP, o Open Finance contribui para uma completa revolução em todo o sistema financeiro.

Para o consumidor final, a mudança representa mais praticidade e economia na contratação de serviços e produtos financeiros.

Para que serve Open Finance?

Com o lançamento do Open Banking e atualização para o Open Finance, os dados bancários que eram exclusivos dos bancos passam a ser compartilhados.

A partir de agora, é o próprio consumidor quem fica responsável por suas informações financeiras.

Assim, permitindo a busca por soluções financeiras em outras instituições em que ele não tenha conta aberta.

O objetivo da troca, além de aumentar a autonomia dos clientes, é possibilitar o acesso a melhores produtos e serviços financeiros.

Ao aumentar a competitividade no mercado, o Open Finance incentiva a criação de melhores práticas e condições por parte das instituições.

Como funciona o Open Finance?

Para entender o funcionamento do Open Finance, é importante entender como foi desenvolvido o projeto do Open Banking.

Desde o início, a proposta era descentralizar as informações bancárias, permitindo que o cliente leve seus dados financeiros para onde quiser.

Os dados que puderam ser compartilhados após o lançamento do Open Banking são:

  • Nome;
  • Telefone;
  • Endereço;
  • CPF ou CNPJ;
  • Nome e dados dos sócios;
  • Perfil de consumo;
  • Capacidade de compra;
  • Comprovante salarial (para PFs);
  • Faturamento (para PJs);
  • Movimentação de conta corrente;
  • Informações sobre empréstimos e financiamentos.

Entretanto, para que haja a troca de informações, o indivíduo proprietário dos dados deve informar seu consentimento.

Somente com essa autorização, as instituições utilizam as informações para criar condições mais vantajosas para o perfil do cliente.

De acordo com o Banco Central, os dados pessoais e financeiros podem ser armazenados por até 12 meses.

Após isso, é preciso que a organização solicite uma nova permissão para o usuário.

Com a chegada do Open Finance, o compartilhamento de dados vai muito além dos bancos.

Nesse sentido, instituições financeiras como plataformas de investimento e fundos de pensão e previdência são autorizadas a desfrutar dos dados de seus clientes.

Além de incentivar a diminuição no custo de soluções, essa realidade permite o surgimento de novos modelos de serviços financeiros.

Qual a diferença entre Open Banking e Open Finance?

open finance diferença open banking

O Open Banking foi criado para alterar o funcionamento tradicional do sistema financeiro no Brasil.

O cliente, que até então não tinha poder de decisão sobre suas informações, agora passa a ser o detentor desses dados.

Desse modo, sendo capaz de buscar por soluções que melhor atendam suas necessidades sem estar limitado à existência de conta bancária.

O modelo, inspirado na economia europeia, impactou diretamente as operações de bancos e fintechs de todo o País.

Já o Open Finance, entendido como uma evolução do Open Banking, promove alguns complementos para todo o projeto do Bacen.

O conceito abrange ainda mais setores financeiros, como as corretoras, fundos e companhias de câmbio.

Além disso, também traz à tona dois novos conceitos, que são:

Open Insurance

Seguindo a mesma lógica do Open Finance, o Open Insurance é voltado para a abertura do mercado de seguros.

A partir do estabelecimento de um conjunto de diretrizes, as seguradoras deverão abrir os dados aos seus clientes que, por sua vez, o compartilharão com quem quiserem.

Também será possível oferecer produtos e oportunidades para consumidores relacionados a outras seguradoras.

Para isso, o processo exige, além da integração com outras seguradoras, o consentimento prévio do usuário.

Open Investment

Baseado no Open Finance, o Open Investment foi proposto ao BC pela ANBIMA para incluir o compartilhamento de dados sobre investimentos no projeto.

O processo também será colocado em prática a partir de diretrizes padronizadas, incluindo produtos como:

  • Fundos de investimento;
  • Debêntures;
  • Ações;
  • ETFs;
  • Tesouro Direto;
  • CDBs e RDBs;
  • LCIs, LCAs, CRIs e CRAs.

A implementação dessas informações será executada apenas na quarta fase do sistema financeiro aberto.

Open Finance vale a pena?

vantagens do open finance

No sistema financeiro tradicional, todos os dados financeiros do cliente pertenciam à sua instituição financeira.

Na prática, isso trazia uma enorme desvantagem para os clientes, que contavam com apenas uma empresa “capacitada” para lhe oferecer boas oportunidades.

Com a chegada do Open Finance e o consentimento do consumidor, diversas organizações passam a ter acesso a esses dados.

E assim, podem oferecer soluções financeiras moldadas ao perfil do cliente e seus objetivos.

Com o aumento no leque de produtos e serviços à disposição, torna-se muito mais fácil encontrar opções mais vantajosas.

Portanto, é possível citar os seguintes benefícios do Open Finance:

  • Maior transparência do mercado;
  • Otimização de processos financeiros;
  • Autonomia sobre dados pessoais;
  • Personalização de serviços;
  • Maior quantidade de soluções disponíveis.

Apesar da maior concorrência, o número de possibilidades para as empresas aumenta consideravelmente.

Quando começará a ser implementado o Open Finance?

Considerando as primeiras fases do Open Banking, é possível dizer que o Open Finance já começou a ser implementado.

Apesar disso, só será possível desfrutar de todas as vantagens quando o processo chegar em estágios mais avançados.

A partir da Fase 4, prevista para dezembro de 2021, será iniciado o compartilhamento de dados sobre produtos financeiros diferentes.

Ou seja, soluções de previdência, investimentos, seguros, câmbio e outros serviços.

Dessa forma, possibilitando que o Open Finance comece a se estabelecer no sistema financeiro brasileiro.

Buscando soluções para otimizar os processos da sua empresa e alcançar novos clientes?

A Aarin é o primeiro hub tech-fin especializado em PIX e Open Banking no Brasil.

Nossa tecnologia baseada no Open Finance é capaz de preparar sua empresa para oferecer produtos e serviços financeiros mesmo sem ser um banco.

Conheça o conceito de Invisible Banking da Aarin!

Conclusão

Expandindo as propostas do Open Banking, o Open Finance oferece ainda mais vantagens para as empresas e seus consumidores.

Se você tem o desejo de oferecer soluções financeiras na sua empresa, conte com a Aarin para te ajudar através do Open Finance!

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Leia também

Deixe uma resposta

Fale com a Aarin!

Preencha o formulário abaixo que entraremos em contato:

Mensagem enviada com sucesso!

Entraremos em contato em breve! 

A aarin utiliza cookies para tornar sua experiência aqui, mais prática e dinâmica. Ao navegar no site, você concorda com política de privacidade e cookies.

%d blogueiros gostam disto: