PISP: entenda como funciona esse iniciador de pagamento

psip

Lançado em 2021 pelo Banco Central, o PISP representa mais uma das evoluções trazidas pela transformação digital.

A função do Provedor de Serviço de Iniciação de Pagamento é unir o ecossistema do open banking ao PIX.

Desse modo, contribuindo para que instituições financeiras e demais empresas ofereçam a iniciação de pagamentos instantâneos via PIX.

Antes dele, a iniciação de pagamentos já existia no Brasil permitindo compras direto na plataforma de e-commerces, por exemplo.

Com o PISP, agora é possível realizar transações de pagamento sem participar do fluxo financeiro de instituições.

Quer entender como o PISP funciona e quais as vantagens que ele oferece para empresas e clientes? Continue a leitura!

O que é PISP (Provedor de Serviço de Iniciação de Pagamento)?

pisp o que é

O PISP (Provedor de Serviço de Iniciação de Pagamento, ou Payment Initiation Service Provider em inglês) é um iniciador de pagamentos.

No Brasil, a novidade representa um agente adicional no mercado de pagamentos,que já inclui as maquininhas de cartão e seus credenciadores.

Através do uso de APIs, o PISP comanda a realização de um pagamento no lugar do cliente, que só precisa confirmar a transação.

E tudo acontece no mesmo ambiente, seja no aplicativo de entregas, redes sociais (m-commerce) ou checkout de e-commerces.

Dessa forma, otimizando o processo de pagamentos ao estabelecer uma rápida conexão entre pagador e sua instituição financeira.

Vale ressaltar que, por motivos de segurança, o dinheiro não passa pelo iniciador de pagamentos no caminho entre a conta que paga e a que vai receber.

Como funciona um PISP?

como funciona pisp

O PISP é uma empresa regulada pelo Banco Central que, após a autorização do cliente, pode executar transações em seu lugar.

Por conta disso, ele pode ser considerado uma nova modalidade de pagamento.

Na prática, o PISP atua como um provedor de serviços, realizando operações de pagamento em nome dos clientes.

Ao ser inserido em um processo de compra, o PISP acessa a conta do usuário e retira uma quantia de dinheiro para transferi-la à conta recebedora.

Em caso de mais de uma conta bancária, é possível escolher de qual delas o dinheiro será retirado para o pagamento.

No entanto, para executar ordens de transação financeira, o PISP depende obrigatoriamente da solicitação e autorização dos usuários.

Feito o pedido do proprietário de determinada conta bancária, esse provedor poderá realizar movimentações em seu lugar.

Além de poder sacar dinheiro da conta do cliente, o PISP também pode fazer transações de uma conta para outra.

É possível usar o PISP para centralizar pagamentos de faturas e movimentar recursos entre contas, por exemplo.

No caso das empresas, a novidade lançada pelo Bacen possibilita o oferecimento de novas soluções de pagamento, como o PIX.

Qual é a relação do PISP com o PIX?

pisp banco central

A iniciação de transação de pagamento trazida pelo PISP se junta à tecnologia PIX para otimizar ainda mais os processos de pagamento.

No Brasil, o PIX já é considerado um dos principais meios de pagamento, estando em segundo lugar nas contas à vista, como aponta a CNDL.

Segundo dados do Banco Central, entre novembro de 2020 e março de 2021, foram feitas 1 bilhão de transações através do pagamento instantâneo.

Dessa forma, superando o uso atual de meios de pagamento tradicionais no País, como DOC, TED e boleto bancário.

Apesar disso, o PIX ainda não decolou como meio de pagamento no varejo digital, sendo responsável por menos de 5% das transações.

Entre os motivos, destacam-se os obstáculos para a conclusão de uma compra via PIX:

  1. Para finalizar uma compra com pagamento eletrônico instantâneo, o usuário precisava primeiro receber um QR Code ou Chave PIX.
  2. Após isso, deveria sair da tela de compra e abrir o aplicativo do banco ou instituição de pagamento, inserindo sua senha.
  3. O próximo passo era escolher a opção de pagamento, seguir todos os passos no mobile banking e conferir os dados apresentados.
  4. Para confirmar o pagamento, o usuário realizava a autenticação da operação com sua biometria ou senha;
  5. Só então, retornava para a tela de compra para conferir o recebimento por parte da empresa.

Com o serviço de iniciação de pagamentos, o número de etapas necessárias para pagar com PIX cai de 5 a 7 para apenas 3:

  1. O usuário escolhe o pagamento por PIX e é direcionado para uma tela pedindo autorização para iniciação de pagamento;
  2. Após isso, é preciso realizar a autenticação da operação com o uso de senha ou biometria;
  3. O pagamento é confirmado direto na tela do site ou aplicativo da loja.

É importante pontuar que, para o processo funcionar corretamente, é necessário ter cadastro prévio com o PISP.

Benefícios para as empresas

pisp para empresas

Como visto, a iniciação de pagamentos com PIX é bastante útil para otimizar vendas online quando inserida em:

  • Sites de empresas;
  • Aplicativos de delivery e transporte;
  • Redes sociais.

Com um processo mais fluido, os negócios ganham mais uma opção para otimizar a realização de transações pelos clientes.

Ainda é possível atrair a atenção de quem já é adepto ao PIX, mas estava insatisfeito com o número de processos exigidos nas compras online.

Afinal de contas, as transações, que já eram rápidas com o pagamento instantâneo, agora nem sequer exigem o acesso ao app dos bancos.

A previsão do Banco Central, baseada nos resultados do PIX, é de que várias instituições se tornem PISP.

Até mesmo as redes sociais deverão lançar seus próprios processadores de pagamento, somando-se ao PISP Banco Central.

O PISP e o open banking

O open banking, agora chamado de open finance, é um sistema de compartilhamento de dados financeiros padronizado entre instituições financeiras.

Seu objetivo é descentralizar informações e permitir que os clientes levem seus dados financeiros para onde quiser.

Com isso, tornando possível a contratação de serviços e produtos financeiros em diversas instituições e empresas, mesmo sem ter conta em cada uma delas.

Através de um sistema de “finanças abertas”, a prestação do serviço de iniciação se torna independente e completamente viável.

Em outras palavras, não é exigido contrato entre iniciador de transação e entidades detentoras de contas de depósitos ou de pagamentos.

Com os consumidores sob controle dos seus dados, eles mesmos podem compartilhá-los com o PISP.

Quanto maior o uso dessa solução, menor será o gasto das organizações com taxas de MDR sobre transações de cartões de crédito.

Qual é a importância do PISP?

Como visto, o PISP representa uma mudança expressiva na forma como os usuários realizam compras e outras operações financeiras online.

Ao utilizá-lo, é possível pagar uma fatura sem acessar o aplicativo de um banco, por exemplo.

Além disso, consumidores conseguem finalizar transações via PIX em muito menos tempo.

Como o PISP é independente dos bancos, os provedores têm total liberdade para fechar acordos entre instituições financeiras.

Consequentemente, permitindo que o usuário final use um iniciador independentemente do banco ou instituição que ele tenha conta.

Para as empresas, essa novidade representa um passo adiante no processo de transformação digital.

Segundo dados do SiriusDecisions, 67% da jornada do comprador agora é realizada digitalmente.

Somado a isso, a CEI Survey afirma que a experiência do cliente tem se tornado tão importante quanto o preço e o produto para a diferenciação de marcas.

Nesse sentido, percebe-se que o PISP entra para a lista de adequações fundamentais para a sustentação de negócios nos próximos anos.

Quais empresas podem oferecer o PISP? 

De acordo com o BC, o serviço de iniciação de pagamentos via PIX pode ser ofertado pelos chamados “iniciadores puros”.

Ou seja, empresas que possuem autorização do Banco Central para atuarem exclusivamente como PISPs.

E também permissão das demais instituições financeiras e de pagamento que participam do sistema do PIX.

Essas organizações também precisam ter certificação do open banking, garantindo requisitos técnicos para a iniciação de serviços.

Além disso, precisam ter capital superior a R$1 milhão.

São alguns exemplos de empresas que podem oferecer o PISP:

  • Emissores de cartão de crédito;
  • Credenciadores;
  • Emissores de moeda eletrônica (pagamentos pré-pagos);
  • Iniciadores de Pagamento.

Dessa forma, empresas que já oferecem soluções de pagamentos digitais ganham uma nova opção de serviço para seus clientes.

Nesse caso, para o recebimento de pagamentos via PIX com mais agilidade.

Quais são as vantagens das empresas usarem o PISP?

vantagens do pisp

O lançamento do PISP e sua unificação com o PIX através do sistema de open finance representa uma mudança bastante positiva.

Tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem encontrar vantagens ao utilizar o PISP na realização de transações financeiras.

Confira abaixo as principais vantagens do PISP para empresas e clientes:

Otimização do PIX

Com a total integração ao PIX, o PISP permite a realização de compras por pagamento instantâneo com muito mais agilidade.

Isso porque, ao invés de precisar abrir o app da instituição que possui conta, o usuário finaliza tudo no próprio ambiente da sua loja.

Sendo assim, uma nova opção de pagamento para seu cliente fazer transações com rapidez e se sentir mais satisfeito.

Independência

Por conta do open banking, o PISP oferece a possibilidade de comando de pagamentos por meios de diferentes instituições.

Afinal de contas, cabe ao cliente autorizar o acesso aos seus dados financeiros para que as transações sejam executadas.

Simplificação 

Uma das maiores vantagens do iniciador de pagamentos é poder trazer mais facilidade para a realização de movimentações financeiras.

Para fazer pagamentos online via PIX, ao invés de passar por diversas etapas, é possível autorizar tudo direto no checkout do produto.

Além disso, devido às suas características, o PISP permite a transferência de recursos mesmo para quem tem múltiplas contas sem exigir diversos acessos.

Nova opção de pagamento

Um benefício exclusivo para os negócios é a opção de “integrar por completo” o pagamento via PIX no seu processo de venda.

Além de melhorar a experiência dos clientes com o pagamento instantâneo, a novidade também traz vantagens para o fluxo de caixa.

Basta considerar que, diferente de outros meios, o PIX funciona 24 horas por dia, até mesmo em finais de semana e feriados.

Consequentemente, ao vender por essa modalidade, você não precisa esperar 30 dias para receber o valor do produto ou serviço.

Nesse caso, o dinheiro fica disponível na conta da empresa em poucos segundos.

Segurança

Segundo o Banco Central, as instituições que desejem prestar serviço de iniciação precisam passar por um processo de autorização.

Alinhado com os princípios da Lei de Liberdade Econômica, ele é personalizado de acordo com as características de cada organização.

Além de ser regulamentado pelo BC, o PISP funciona em ambiente protegido.

Assim, garantindo que o iniciador de pagamento não dê outro destino ao dinheiro e siga as preferências do usuário.

Praticidade

Ao optar pelo PISP, sua empresa deixa de precisar acessar um aplicativo ou internet banking para fazer operações financeiras.

Afinal de contas, a solução tem acesso a todos os dados bancários da organização e permite agendamentos.

Como consequência disso, o pagamento de funcionários e de fornecedores, por exemplo, pode ser realizado de forma mais simples.

O valor é subtraído direto da conta indicada e enviado instantaneamente à conta dos indivíduos.

Economia 

De acordo com o BC, a mobilidade promovida pelo PISP tende a aumentar a concorrência no mercado de soluções de pagamento.

Dessa forma, incentivando as empresas a oferecerem melhores condições em seus contratos.

Para os negócios que atuam no ambiente digital, isso significa a diminuição de custos com taxas de credenciadores, por exemplo.

Como a Aarin pode te ajudar?

A Aarin é o primeiro hub tech-fin especializado em integração PIX e open banking no Brasil.

Desenvolvemos tecnologias que potencializam as características dessas soluções e as adequam para o que a sua empresa precisa.

Buscando tornar suas operações mais flexíveis, baratas e inovadoras? 

Acesse nosso site e cadastre-se para começar a aceitar o PIX no seu negócio! 

o que é pisp

Conclusão

Sem dúvidas, o iniciador de pagamentos representa uma solução bastante inovadora para potencializar o uso do PIX nas empresas.

Gostou das vantagens do PISP? Conte com a Aarin para te ajudar a aproveitá-las no seu negócio!

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Leia também

Deixe uma resposta

Fale com a Aarin!

Preencha o formulário abaixo que entraremos em contato:

Mensagem enviada com sucesso!

Entraremos em contato em breve! 

A aarin utiliza cookies para tornar sua experiência aqui, mais prática e dinâmica. Ao navegar no site, você concorda com política de privacidade e cookies.

%d blogueiros gostam disto: