BaaS: O que é, como funciona, vantagens e por que não aderir

O BaaS é uma tecnologia que tem chamado a atenção do mercado, por permitir às empresas a inclusão de serviços financeiros em sua oferta de produtos, sem a ligação direta a um banco.

Com as inovações tecnológicas do Banking as a Service, é possível aumentar a eficiência de processos, assim como a lucratividade do negócio.

Isso, porque esse mecanismo contribui para a redução de custos das empresas e melhoria da experiência dos seus clientes, oferecendo soluções adequadas às suas necessidades.

Se você deseja conhecer melhor os motivos para adotar essa tecnologia no seu negócio, é importante entender detalhadamente o funcionamento do BaaS.

Para te ajudar com isso, vamos te mostrar neste texto as principais vantagens desse modelo de serviço e como ele pode contribuir para aumentar a fidelização de clientes na sua empresa. 

Quer saber o que é preciso fazer para passar a oferecer serviços financeiros e bancários sem que esse seja o core business do seu negócio? Então continue a leitura!

O que significa BaaS (Banking as a Service)?

O BaaS é uma tecnologia que permite que qualquer empresa ofereça produtos financeiros aos seus clientes, sem a necessidade de se tornarem um banco ou instituição financeira.

Nesse modelo de serviços, toda a base estrutural para a execução de operações bancárias é oferecida de forma terceirizada, através de APIs.

Sendo assim, independentemente do seu ramo de atuação, os negócios que adotam o Banking as a Service têm a chance de oferecer serviços como:

  • Contas digitais;
  • Emissão de cartões personalizados;
  • Transferências;
  • Meios de pagamento.

Isso ocorre, pois as empresas que oferecem o BaaS atuam como uma intermediária white label, sendo responsável pela parte burocrática entre instituições financeiras e de pagamento. 

Em geral, são eliminadas complexidades como licenças com órgãos reguladores e processos relacionados à operações financeiras em geral.

Nesse sentido, o provedor da solução fica responsável por garantir a segurança das operações e manter relações com o Banco Central.

E assim, você consegue viabilizar os produtos e serviços financeiros que preferir de forma simplificada e personalizada, com sua identidade e marca.

Por que o BaaS está se tornando uma tendência? 

 BaaS por que está se tornando uma tendência?

O crescimento do modelo de negócio Banking as a Service no Brasil segue a tendência mundial de “embedded finance”, que representa a integração de um serviço financeiro a uma empresa sem relação direta com esse mercado.

O objetivo principal é melhorar a experiência do cliente, oferecendo tudo o que ele precisa em apenas um lugar e, consequentemente,  aumentando a proposta de valor do negócio

No Brasil, as mudanças na legislação têm aberto cada vez mais portas para o surgimento e desenvolvimento de fintechs relacionadas a serviços financeiros e de pagamento.

E os efeitos desse movimento já são percebidos na população. Afinal, segundo uma pesquisa publicada pela MindMiners, o número de brasileiros utilizando produtos ou serviços de fintechs saltou de 25% para 55% em 2020.

Com cada vez mais pessoas buscando por agilidade e praticidade financeira, os negócios que não se adaptarem a essa transformação digital podem acabar ficando para trás.

Da mesma forma, empresas alinhadas à mudança no comportamento dos consumidores podem se beneficiar bastante, ganhando vantagem competitiva.

No entanto, como nem todos os negócios possuem infraestrutura o suficiente para atuar no setor, esse modelo surge como uma solução para eliminar processos e garantir que os clientes acessem serviços mais completos de acordo com suas necessidades.

Tecnologia financeira para além do BaaS.

Com o aumento da demanda de tecnologia financeira direcionada para experiência do cliente, o BaaS se torna limitante demais para seu negócio.

O desenvolvimento de ponta que é viabilizado pelo Open Banking, torna possível para empresas a oferta de serviços financeiros muito mais curados para suas necessidades específicas.

Com o compartilhamento regulado de dados é possível implementar APIs que tornam todo tipo de serviço financeiro algo simples e integrado à jornada do seu consumidor.

Modelos de negócio diferentes tem barreiras diferentes na conversão do consumidor e por isso os facilitadores ofertados à ele também precisam ser variados.

Como funciona um BaaS na prática?

baas Como funciona o Open Banking?

Uma Plataforma BaaS funciona conectando empresas que desejam oferecer serviços financeiros com instituições que já possuem toda a estrutura para isso, por meio de APIs (Interface de Programação de Aplicações, em português).

Dessa forma, essa tecnologia possibilita que empresas que desejam operar no setor financeiro consigam atuar com uma estrutura já desenvolvida em forma de software, otimizando suas operações e diminuindo custos relacionados.

Tal prática permite que sejam desenvolvidos produtos financeiros para uma empresa não necessariamente regulada para atuar no setor financeiro, mas que deseja atender a uma demanda.

Sendo assim, os clientes dessa empresa conseguem realizar transações no ambiente digital sem ter um banco como intermediário.

Para os negócios, o Banking as a Service disponibiliza recursos complexos e toda a infraestrutura financeira em forma de serviço, liberado através de pagamento e com acesso via internet.

Dessa forma, dispensando a necessidade de uma estrutura física ou regulamentação como instituição financeira junto ao Banco Central.

A comunicação da empresa contratante com o sistema bancário ocorre através do BaaS, enquanto o controle financeiro por parte do cliente pode ser feito por meio de aplicativos personalizados. 

Afinal, com a utilização de APIs, você pode desenvolver seus próprios aplicativos, com sua identidade e marca, e assim oferecer uma experiência completa para seus clientes.

Como funciona o Open Banking?

O Open Banking, ou Open Finance, é uma iniciativa do Banco Central que promove o compartilhamento de dados bancários entre instituições e players, mediante autorização do cliente.

Com essa mudança, ao invés de limitar o histórico financeiro de uma empresa ou pessoa física ao seu banco, torna-se possível migrar entre instituições de forma simplificada.

O objetivo do Open Banking é aumentar a transparência do sistema financeiro, aumentar a liberdade dos usuários e também a competitividade no mercado.

BaaS e Open Banking, qual a diferença?

Assim como o Banking as a Service, o Open Banking também contribui para o desenvolvimento de novos produtos financeiros e experiências personalizadas para clientes.

No caso do BaaS, empresas não bancárias passam a atuar no setor financeiro com sua própria marca e conseguem oferecer serviços como: conta digital, cartão pré-pago, serviços de transferência, PIX etc.

Como exemplo, temos as ERPs que, ao integrar soluções de pagamento aos seus sistemas, se tornam mais atrativas para seus clientes.

Já o Open Banking diz respeito ao maior acesso a dados e informações financeiras, até mesmo de clientes que não fazem parte da sua base.

Assim, possibilitando que a empresa conheça melhor seu perfil de cliente e passe a entregar melhores soluções.

Portanto, enquanto o BaaS permite que qualquer empresa agregue ao seu portfólio serviços relativos a um banco digital através de APIs, o Open Banking contribui para que você possa criá-los a partir das necessidades específicas do seu público-alvo.

Desse modo, tornando suas soluções financeiras mais atraentes que as dos bancos tradicionais.

Quais são os serviços oferecidos por um BaaS?

baas Quais são os serviços oferecidos

O Banking as a Service permite que empresas de qualquer segmento ofereçam os mesmos produtos e serviços de um banco digital.

Portanto, sem desviar do foco principal, seu negócio também passa a atuar como uma instituição de pagamento e consegue oferecer soluções financeiras utilizando a própria marca.

Entre os serviços oferecidos por um BaaS Brasil, estão:

Transferências

Com o Banking as a Service, é possível oferecer ao cliente o serviço de transferência entre contas (P2P), como também de transferência bancária (TED ou PIX).

Portanto, as transferências podem ser tanto para o mesmo banco, como também para bancos diferentes, a depender do interesse do cliente.

Pagamento 

Através de uma plataforma BaaS, é possível  desenvolver e comandar todos os pagamentos da empresa de maneira integrada

Isso significa que, ao invés de depender da ação de um banco, a empresa consegue manter os valores que circulam em seu próprio ecossistema.

Conta digital

baas Conta digital

O serviço mais famoso dentro do mercado “as a Service” é a conta digital, desenvolvida a partir de uma plataforma white label totalmente online.

Através da conta digital, são anulados diversos custos relacionados às contas em bancos tradicionais. 

Além disso, com a conta digital, os clientes também têm a chance de acessar inúmeros serviços financeiros, como:

  • Débito automático;
  • Recebimentos de depósitos;
  • Transferências entre contas;
  • Pagamentos;
  • Emissão de extrato.

Segundo a Febraban, o número de contas digitais abertas pelos brasileiros cresceu em torno de 56% nos últimos anos com o auxílio de plataformas de Banking as a Service.

Dessa forma, percebe-se a grande adesão por parte dos consumidores, cada vez mais interessados em uma experiência bancária personalizada.

Cartões

Com o BaaS, também é possível oferecer cartões de crédito, débito e pré-pagos

Através deles, é possível fazer transações no ambiente digital, por meio de aplicativos, e também fisicamente.

Essa solução oferece bastante credibilidade à empresa, já que o cliente tem acesso a um cartão com segurança e tecnologia a nível dos oferecidos pelos bancos, mas com a marca da empresa.

Qual é a diferença entre BaaS, bancos tradicionais e bancos digitais?

A maior diferença entre BaaS, bancos tradicionais e bancos digitais está no formato de cada um.

Os bancos tradicionais, também conhecidos como “bancões”, são aqueles que possuem agências físicas e a cobrança de taxas em algumas modalidades de contas correntes para pessoas físicas e jurídicas.

Já os bancos digitais, além de serem, em sua maioria, isentos de taxas em seus serviços, possuem o gerenciamento, atendimento e até o encerramento das contas feitas por meios digitais. 

Sendo assim, a presença física em uma agência bancária simplesmente não ocorre, já que ela nem mesmo existe.

Enquanto isso, no Banking as a Service temos empresas de segmentos variados que costumam oferecer os mesmos serviços de instituições bancárias, na maioria das vezes também isentos de tarifas. 

Nesse caso, a comunicação entre as empresas e o software da instituição financeira responsável pelos serviços de BaaS é feita através de APIs.

Nos três tipos de bancos, os clientes têm garantida a segurança em suas transações.

Quais são as vantagens de uma empresa aderir ao Banking as a Service?

O Banking as a Service tem se tornado cada vez mais uma oportunidade interessante para as empresas, principalmente durante a transformação digital pela qual o Brasil vem passando.

Agora que você entende como funciona essa tecnologia, é importante descobrir quais são as vantagens de implementá-la na sua própria empresa.

Portanto, confira algumas das vantagens de aderir ao Banking as a Service:

Vantagem competitiva

Com mais agilidade nos processos e a possibilidade de personalização dos serviços, promove um enorme diferencial competitivo para as empresas.

Além disso, o nível de autoridade e alinhamento às necessidades do público-alvo também são pontos considerados na escolha dos consumidores.

Aumento do faturamento 

Com um portfólio repleto de produtos e serviços direcionados ao seu público-alvo, é natural que sua empresa  atraia cada vez mais clientes.

Além disso, a simplificação de processos reduz os custos fixos do negócio, aumentando a sua lucratividade.

Fidelização de clientes

Oferecer serviços financeiros e de pagamento pode ter bons resultados na retenção de clientes.

Com serviços que atendem às suas necessidades, como pagamento de boletos, cartões e transferências, é muito mais provável que eles percebam sua experiência com a empresa de forma positiva.

Assim, aumentando a confiança em outros serviços oferecidos.

Baixo custo

Se comparado com a abertura de uma fintech, os custos da operação de um Banking as a Service são bastante inferiores.

Isso porque, através dessa tecnologia, sua empresa conta com sistemas avançados e uma equipe experiente, o que elimina a necessidade de um time interno ou terceirizado.

Personalização de serviços

Por funcionar no formato white label e ter conexão com o Open Banking, o BaaS possibilita o desenvolvimento de serviços melhor direcionados às demandas dos seus clientes.

Em uma realidade onde produtos de qualidade e preços competitivos são algo comum, fornecer uma experiência envolvente e diferenciada faz toda a diferença na escolha do consumidor.

Segurança

As APIs garantem a segurança, proteção e confidencialidade de todas as informações, transações e processos realizados pelo cliente.

O que é preciso para implementar o Banking as a Service em seu negócio?

baas O que é preciso para implementar

Qualquer empresa pode contratar uma plataforma de BaaS no Brasil. 

Para isso, é importante entender sua necessidade e buscar uma empresa especializada em soluções financeiras de BaaS.

Idealmente, além de oferecerem soluções através da tecnologia de Banking as a Service, elas devem oferecer todo o suporte necessário para a personalização da plataforma de acordo com suas necessidades.

Qualquer empresa pode contratar uma plataforma de BaaS no Brasil. 

Para isso, é importante entender sua necessidade e buscar uma empresa especializada em soluções financeiras de BaaS.

Idealmente, além de oferecerem soluções através da tecnologia de Banking as a Service, elas devem oferecer todo o suporte necessário para a personalização da plataforma de acordo com suas necessidades.

Como a Aarin pode te ajudar? 

Segundo a Abecs (Associação Brasileira de Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), os pagamentos eletrônicos no Brasil já representam 44% do consumo

Apesar de não ser um BaaS, a Aarin oferece toda a tecnologia necessária para que sua empresa preste serviços financeiros sem ser um banco, através do Open Banking.

Entre esses serviços, está a integração da API de pagamento do PIX para otimizar seu processo de vendas.

Você se livra das taxas de cartão de crédito, elimina a necessidade de comprovantes e diminui o tempo de pagamento dos clientes.

Ainda é possível criar cobranças com data de vencimento, juros, multa, mora e desconto, tudo via PIX. 

Se você busca modernizar seu negócio tornando-o mais lucrativo, competitivo e valioso dentro do seu mercado de atuação, está no lugar certo.

Basta clicar aqui para acessar o site da Aarin e conhecer nossas soluções!

Conclusão

O BaaS representa no Brasil uma revolução tecnológica e financeira ainda em andamento. 

Nessa perspectiva, é possível perceber que essa plataforma tem um alto potencial para impactar a vida de muito mais brasileiros e empresas

Sendo assim, estar preparado para isso com antecedência pode ser fundamental.

Atualmente, poucas instituições oferecem esse tipo de serviço.

No entanto, a tendência natural é que cada vez mais empresas consigam implementar processos complexos e relevantes para o negócio de forma simplificada através de tecnologias como o BaaS.

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com a Aarin!

Preencha o formulário abaixo que entraremos em contato:

Mensagem enviada com sucesso!

Entraremos em contato em breve!