Ícone do site Blog Aarin

Compliance as a Service: O que é, como funciona e vantagens

compliance as a service

O termo compliance ganhou destaque nos últimos anos, mas recentemente outro conceito vem chamando atenção das empresas: o Compliance as a Service.

Na prática, essa solução tecnológica chega para ajudar as organizações no processo de adaptação e controle das conformidades regulatórias, ponto que pede muita atenção das empresas.

Ao longo deste conteúdo, vamos explicar como o conceito funciona e como ele pode ajudar a sua empresa.

Aproveite a leitura!

O que é Compliance?

De maneira geral, o termo compliance está associado ao cumprimento de leis e regulamentos pela empresa. 

A palavra vem do inglês “to comply”, que significa estar de acordo com algo – neste caso, com algumas regras. Entender a origem do termo facilita muito a compreensão do conceito.

Dentro das corporações, o compliance está diretamente ligado à conduta e a adequação às normas, tanto internas quanto externas. 

Na prática, manter essa adequação é de extrema importância não apenas para estar em conformidade com a legislação, mas também para construir um ambiente de trabalho saudável e harmonioso.

Confira alguns benefícios para a gestão do negócio de forma geral:

Considerando todas as vantagens além da prevenção de conflitos judiciais, é cada vez mais comum encontrar programas de compliance nas empresas .

Neste programa, as organizações incluem práticas voltadas à cultura corporativa, questões legais, padrões éticos e sustentabilidade, por exemplo. 

Tudo isso para corrigir e prevenir qualquer problema que possa prejudicar o desempenho do negócio ou até mesmo a sua reputação perante o mercado.

A partir disso, surge o Compliance as a Service, conceito que vamos apresentar a seguir e que é o foco do nosso conteúdo de hoje. 

O que é o Compliance as a Service

Compliance as a Service, ou simplesmente CaaS, é uma ferramenta criada para ajudar as empresas a manter a conformidade com as regulamentações, sejam elas internas ou externas.

Para entender o conceito, é importante entender a função do compliance dentro das organizações, por isso trouxemos essa explicação antes de nos aprofundarmos no grande foco deste artigo, que é o CaaS.

Essa ferramenta nada mais é do que um software na nuvem, que funciona como uma espécie de suporte para o gerenciamento de ações necessárias para o cumprimento dos requisitos regulatórios.

À primeira vista, pode parecer algo complexo, mas na prática o processo é bem simples de entender. 

Que tal um exemplo de práticas que poderiam ser gerenciadas pelo Compliance as a Service?

A LGPD, sigla para Lei Geral de Proteção de Dados, foi criada para ampliar a segurança dos dados compartilhados por usuários dos mais diversos serviços. 

Essa legislação determina que as empresas justifiquem a captação de dados e cumpram algumas regras relacionadas à coleta, armazenamento e ao próprio compartilhamento dessas informações. 

Aplicar as normas determinadas pela legislação na empresa é fundamental, mas exige planejamento, monitoramento e algumas adaptações nos processos internos. 

Neste ponto, o CaaS é um grande aliado e entra como agente facilitador no gerenciamento de compliance. 

Qual é o objetivo do Compliance as a Service

A tecnologia do Compliance as a Service tem como foco auxiliar pequenos e grandes negócios no gerenciamento de conformidades.

Para isso, a solução possibilita a automação de processos mais complexos a partir de um software terceirizado e totalmente personalizável de acordo com as necessidades de cada organização.

Com isso, o controle de requisitos regulatórios é simplificado e o acesso aos dados referentes a ele é centralizado em um só lugar: nada de incontáveis planilhas ou um software diferente para cada demanda.

São ações que parecem simples, mas agilizam as tarefas no dia a dia e facilitam a tomada de decisões da empresa, além de auxiliar na identificação de problemas. 

As normas variam de um mercado para outro e também de uma empresa para outra, mas são fundamentais para manter as operações em dia. 

Pensando nisso, o CaaS é uma importante ferramenta de automação para diversos setores. 

Importância do Compliance as a Service

Se adequar às leis brasileiras pode parecer uma tarefa simples, mas a verdade é que existem inúmeras regulamentações com as quais as empresas precisam se atentar.

Isso torna o processo de controle um pouco mais complexo. 

Para se ter uma ideia, dados de um levantamento da RD Station apontaram que apenas 7% das empresas conseguiram se adaptar totalmente às determinações da LGPD. 

A lentidão no processo representa um fator de risco para essas organizações, principalmente quando consideramos as multas.

O descumprimento das normas podem gerar penalidades com valor de até 2% da receita total da empresa, com o limite de R$50 milhões.

Além de se adequar às legislações externas, os gestores devem se preocupar com o estabelecimento e monitoramento de normas internas.

Essas são essenciais para manter a convivência saudável entre a equipe, promover um ambiente de trabalho adequado e desenvolver uma boa cultura organizacional.

Apesar de ser adaptável para todos os nichos, existem alguns setores em que o uso do CaaS é mais comum, como:

Como funciona o Compliance as a Service

O CaaS usa o software e um banco de dados para relacionar as legislações externas com as regras específicas da empresa, considerando o seu setor de atuação. 

Esse banco de dados bebe de diversas fontes confiáveis e reúne todos os requisitos vigentes no mercado para possibilitar a conexão com os processos internos de cada negócio.

A partir disso, o Compliance as a Service busca pontos de inconsistência e notifica qualquer incoerência para que seja possível fazer a adequação das normas. 

Dessa forma, a solução permite uma análise geral do desempenho da empresa e amplia a visão da equipe para adaptações importantes. 

Além de ser uma grande aliada contra conflitos judiciais, a tecnologia também fornece informações que contribuem para uma otimização de gestão dentro do negócio. 

Principais vantagens do Compliance as a Service

Depois de entender um pouco mais sobre o conceito por trás do CaaS e suas aplicações nos negócios, compreendemos também a importância do sistema para as adequações regulatórias.

A tecnologia do Compliance as a Service sem dúvidas traz benefícios para as empresas e nós listamos os principais para compartilhar com você. Confira a seguir.

Terceirização de tarefas

Um dos principais objetivos do Compliance as a Service é automatizar processos, reduzindo a carga de tarefas da sua equipe. 

O acúmulo de atividades pode prejudicar o desempenho e até mesmo aumentar os riscos de erros dentro dos mais diversos setores da empresa. 

Quando pensamos em adequação a questões regulamentares, os erros trazem prejuízos produtivos, financeiros e de desenvolvimento para o negócio.  

Neste contexto, a automação de serviços chega para evitar esses problemas. 

Além disso, as soluções do CaaS não demandam desenvolvimento interno e são totalmente adaptáveis para diferentes nichos do mercado.

Gestão de riscos

A gestão de riscos é um passo importante para evitar problemas graves na empresa, que podem gerar improdutividade, conflitos e prejuízos financeiros.

Com o CaaS, o impacto direto está na redução de erros nos processos legais, mas isso acaba tendo consequências positivas para o gerenciamento de riscos como um todo.

A análise de inconstâncias possibilitada pelo Compliance as a Service, ajuda a identificar e solucionar questões regulatórias antes mesmo que elas se tornem um problema maior.

Dessa forma, ao trabalhar a prevenção de conflitos judiciais externos, a empresa consegue evitar gastos nessa área, por exemplo. 

Pensando nos regulamentos internos, esse tipo de prevenção evita conflitos entre a equipe ou entre colaboradores e gerência. 

Com isso, mantém-se o ambiente saudável e profissionais motivados, aumentando a produtividade do negócio.

Otimização de processos administrativos

Além de auxiliar na análise de conformidade, a tecnologia contribui para otimizar os processos administrativos relacionados aos regulamentos.

O uso do Compliance as a Service permite a adaptação às normas com mais agilidade, praticidade e segurança. 

Dessa forma, o tempo investido em documentação, alterações em sistemas e em práticas já estabelecidas é significativamente reduzido. 

Contar com a automação dessas tarefas permite que a equipe foque em outros pontos de atenção no gerenciamento, aumentando a eficiência e contribuindo para o desenvolvimento da empresa.

O fato de ser uma solução em nuvem também é um grande ponto positivo do CaaS, pois toda a atualização de software é realizada de maneira automática. 

Isso elimina as preocupações com alterações no programa em caso de novos termos regulatórios. 

A identificação dessas mudanças é feita automaticamente pelo software, facilitando a adaptação dos negócios às regras estabelecidas.

Segurança de dados

A segurança de dados é uma preocupação constante das empresas, principalmente com a criação da LGPD. 

O avanço tecnológico possibilitou um grande salto no compartilhamento de informações relevantes entre as instituições. 

No setor financeiro, por exemplo, isso representou um importante passo em direção ao Open Banking. 

Contudo, o movimento também pediu uma atenção maior com relação à proteção desses dados. Assim surgiu a LGPD.

A partir da aplicação da nova legislação, os negócios precisaram aumentar os sistemas de proteção e se adaptar a novas regras relacionadas ao armazenamento e compartilhamento de dados.

É nesta etapa que o CaaS entra para facilitar processos, garantindo uma adaptação rápida sem abrir mão da segurança, tanto para a empresa quanto para os clientes que terão seus dados compartilhados.

Redução de custos

Mais uma vez, o fato de contar com uma solução externa traz outro benefício para as empresas: a redução de custos.

Como o CaaS não requer nenhum tipo de desenvolvimento interno, a adoção dos sistemas pode ser feita por organizações dos mais diversos setores, da menor a maior, sem que seja necessário investir uma alta quantia. 

A criação interna de um software como esse demanda tempo e consome um orçamento bem elevado.

Terceirizar a tecnologia garante acessibilidade para os negócios, permitindo a aplicação de soluções de automação em processos de conformidade com o melhor custo-benefício.

Isso tudo com a vantagem de contar com um sistema capaz de atender um amplo leque de nichos, já que oferece serviços personalizados para cada tipo de negócio. 

Compliance as a Service e seus impactos no Open Banking

O desenvolvimento de sistemas como o Compliance as a Service, o DaaS (Data as a Service) e o SaaS (Software as a Service) é a base para que o avanço tecnológico possa acontecer no setor financeiro. 

Hoje, o mercado vive as transformações trazidas pela implantação do conceito de Open Banking, que tem o compartilhamento de dados como principal meio para a criação de novas soluções financeiras.

Na prática, tecnologias como o CaaS e conceitos como o open data estão diretamente relacionadas e disponibilizam o acesso a diversas ferramentas para empresas de todos os portes. 

De dados a plataformas de automação, o conceito de serviços abertos permite que empresas compartilhem seus produtos com outras instituições.

Com essa troca, os negócios têm a oportunidade de ampliar o seu portfólio e desenvolver novas soluções mais eficientes. 

Nesse processo, manter a conformidade com os requisitos regulatórios e a segurança de dados é um cuidado indispensável para evitar problemas. 

Como a Aarin pode ajudar a impulsionar o seu negócio?

Em meio às transformações trazidas pelo Open Banking e por soluções como o CaaS, adaptar o seu negócio torna-se uma necessidade. 

A possibilidade de ampliar o portfólio da sua empresa, incluindo produtos e serviços financeiros ou oferecendo métodos de pagamento mais eficientes é um grande diferencial, mas exige alguns cuidados. 

Neste processo, contar com uma empresa especializada em soluções financeiras é de extrema importância para garantir uma adaptação tranquila, ágil e segura.

Dentro disso, a Aarin Tech Fin tem tudo para te ajudar nessa caminhada rumo ao novo. Hub especializado em Open Banking e Pix, a empresa foi criada para facilitar os processos financeiros e também para simplificar a parte burocrática.

A tecnologia é totalmente compatível com o CaaS, possibilitando a inclusão das regras de compliance para cada negócio já no processo de aprovação da abertura de contas.

Com isso, o hub cuida de toda a etapa de regulação, garantindo tranquilidade, segurança e economia na operação, já que você não precisa contratar uma equipe para executar essas tarefas.

Transforme o seu negócio com o primeiro hub especializado em Open Banking no Brasil!

Conclusão 

O conceito de Compliance as a Service é um complemento importante nas transformações vivenciadas no mercado, principalmente no setor financeiro com a aplicação do Open Banking.

Ao longo deste conteúdo, entendemos um pouco mais sobre a solução e como ela pode ajudar o seu negócio nas adaptações aos requisitos regulatórios internos e externos.

Dentro do Open Banking, o CaaS tem papel fundamental nas conformidades relacionadas à segurança de dados e é um grande aliado.

Sair da versão mobile