Mobile Banking: entenda o que é esse conceito

mobile banking

Você já usou os serviços do mobile banking na sua empresa?

Em um mundo cada vez mais conectado, ter soluções na palma da mão é um grande diferencial.

Isso é possível graças à democratização de tecnologias móveis e também ao maior acesso à internet, que hoje chega a mais de 150 milhões de brasileiros.

Com esses recursos, é possível usufruir de diversos benefícios, como a otimização de tempo e menores custos em serviços financeiros.

Para ajudar você a saber tudo sobre mobile banking e suas vantagens, preparamos este conteúdo. 

Acompanhe até o final!

O que é mobile banking?

Mobile banking é uma solução tecnológica móvel voltada para serviços financeiros e bancários, que são oferecidos a partir de aplicativos para dispositivos móveis.

Basta uma conexão com a internet para ter acesso a facilidades diversas, usando um smartphone, tablet ou mesmo um relógio inteligente (smartwatch).

Pagamentos de contas, transferências de valores e realização de aplicações financeiras são algumas das possibilidades na palma da mão do usuário.

O sistema oferece diversas possibilidades, além de vantagens como conforto, praticidade e segurança.

Isso porque é possível realizar as transações bancárias sem sair de casa ou do trabalho.

Em outras palavras, o mobile banking permite acessar serviços importantes para pessoas e empresas como se o usuário estivesse em uma agência bancária.

É por isso que diversas instituições estão investindo na migração de seus serviços para o mobile banking.

o que é mobile banking

Como funciona o mobile banking?

Como já adiantamos, o mobile banking funciona a partir de dispositivos móveis.

De forma geral, cada banco ou fintech desenvolve seu aplicativo e nele disponibiliza seus serviços e soluções.

Para o usuário, basta instalar o app no dispositivo que preferir e acessar a partir de uma senha eletrônica.

Em muitos casos, esse acesso pode se dar por biometria, com a identificação da impressão digital.

A partir daí, um mundo de possibilidades se abre.

Por exemplo, para pagar uma conta, o caminho é basicamente este:

  1. Abrir o app, inserir login e senha
  2. Acessar a área de pagamentos
  3. Utilizar o leitor de código de barras ou digitar sua sequência numérica
  4. Conferir os dados, confirmar a operação e digitar sua assinatura eletrônica.

A partir daí, o comprovante da operação pode ser compartilhado por diferentes meios e de forma prática, como e-mail ou WhatsApp.

O mesmo vale para transferências pelo Pix, busca por investimentos para o seu perfil e outros serviços, que variam de acordo com a oferta de cada empresa ou instituição bancária.

Além de otimizar recursos, como em infraestrutura e mão de obra, o mobile banking ainda oferece uma melhor experiência a seus usuários.

O objetivo é proporcionar soluções rápidas, além de vantagens como o maior controle sobre o seu dinheiro.

Não parece uma boa ideia? E ainda por cima é extremamente seguro.

O mobile banking é seguro?

Sim, o mobile banking é seguro, desde que sejam respeitados os seus mecanismos de segurança.

São exemplos de mecanismos de segurança os códigos de acesso únicos enviados via SMS, biometria e assinatura digital.

Além disso, os serviços de mobile banking possuem várias camadas de proteção.

Dessa forma, é possível oferecer para o usuário uma experiência muito mais protegida.

No entanto, mesmo com os mecanismos de segurança disponibilizados, o usuário também deve adotar alguns cuidados.

Com isso, é possível reduzir ainda mais o risco de ter os dados roubados. 

Veja algumas dicas:

  • Faça o download dos aplicativos somente pelas plataformas oficiais 
  • Não salve o login de acesso na conta no dispositivo utilizado
  • Evite usar dispositivos móveis de terceiros 
  • Confira a rede de dados que está sendo utilizada 
  • Mantenha os aplicativos sempre atualizados
  • Feche o aplicativo assim que finalizar a transação.

Assim, adotando algumas medidas simples, é possível fazer com que a navegação no mobile banking se torne ainda mais segura.

Não é muito diferente do que você faria se fosse presencialmente ao banco, concorda?

mobile banking e seguro

Mobile banking x internet banking

Muita gente confunde o mobile banking com o internet banking. 

No entanto, estamos falando sobre conceitos diferentes.

O uso do internet banking é assim denominado quando a operação é realizada no site ou na plataforma online do banco ou fintech.

Já no caso do mobile banking, o seu uso pode ser feito pelo aplicativo no celular ou em outro dispositivo móvel.

Isso não significa que os serviços sejam diferentes nas duas modalidades.

Inclusive, muitos deles são iguais, a exemplo de:

  • Recarga de celular 
  • Realização de pagamentos 
  • Investimentos 
  • Solicitação de produtos e serviços (cartões, empréstimos, financiamentos, etc.) 
  • Efetuar transferência via Pix, DOC ou TED.

O que muda, basicamente, é a experiência do usuário na plataforma escolhida.

Qual é a importância do mobile banking?

O mobile banking segue os avanços da transformação digital.

Além disso, é responsável por oferecer uma melhor experiência para os consumidores e empresas.

Por suas características, é uma solução que está mudando a cada dia a maneira como as pessoas lidam com as instituições bancárias e consomem serviços e produtos financeiros.

Tudo isso comprova que estamos falando sobre uma plataforma indispensável nos dias de hoje.

E quando se trata da nova geração de consumidores, o mobile banking adquire um papel fundamental.

Isso porque os jovens são altamente conectados.

Não é à toa que as fintechs crescem a cada ano, trazendo recursos ainda mais avançados para o universo das transações bancárias.

E não apenas elas.

Todo o ecossistema financeiro vê na tecnologia um caminho sem volta – e esse é um movimento com origem no massivo uso do mobile banking.

Para você ter uma ideia, de acordo com estudo da Febraban, os bancos digitais e também os tradicionais estão investindo cada vez mais em tecnologia.

A pesquisa revela que os investimentos em tecnologia pelas instituições bancárias tiveram um aumento de 48%, passando de R$ 5,8 bilhões para R$ 8,6 bilhões.

Impactos na oferta de serviços financeiros

Conforme os serviços se tornam cada vez mais digitais, a maneira com que os clientes interagem com os bancos muda a cada ano.

Daí a importância do mobile banking: ele ajuda as instituições bancárias a se aproximarem de seus consumidores, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas.

Para isso, oferecem serviços cada vez mais personalizados e sem burocracia.

Um exemplo vem de algumas fintechs, que já disponibilizam a abertura do crédito pelo celular. 

Isso sem a necessidade de nenhum contato com agência física.

O que significa na prática? Uma alteração relevante na forma como as pessoas físicas e jurídicas realizam suas transações financeiras.

Ao abrir uma conta corrente digital, é possível fazer o pagamento de boletos, transações e recebimento de capital pelo aplicativo e em poucos toques na tela.

Também é possível contar com facilidades como o cartão de crédito pré-pago.

Então, o mobile banking possui todas as comodidades oferecidas pelos bancos tradicionais, com a vantagem de poder resolver tudo de onde quer que você esteja.

Como o mobile banking está revolucionando o setor?

A pandemia desencadeada pela Covid-19 tornou ainda mais evidente a necessidade do uso da tecnologia para diminuir distâncias e aproximar as pessoas.

Nesse cenário, o uso do aplicativo pelo mobile banking vai ao encontro dessa tendência ao promover serviços bancários através de dispositivos móveis.

Assim, as vantagens proporcionadas por essa solução permitem a realização de diferentes operações financeiras a qualquer tempo, sendo esse um dos grandes atrativos para os usuários. 

Outro estudo da Febraban revelou que, em 2021, pela primeira vez, as transações realizadas no mobile banking representaram mais da metade (51)% do total das operações feitas no país.

Essa percentual é bastante expressivo, se considerarmos os demais dispositivos eletrônicos:

  • 32% desktop 
  • 27% laptop
  • 4% tablet.

Ainda de acordo com a Febraban, o número de transações feitas pelo celular chegou a 52,9 bilhões, ante 37 bilhões no ano anterior.

A pesquisa também revelou que, juntos, os canais digitais (internet banking e mobile banking) concentram 67% de todas as transações (68,7 bilhões).

Esses canais ainda são responsáveis por 8 em cada 10 pagamentos de contas, e por 9 em cada 10 contratações de crédito.

Para os próximos anos, a expectativa é que novos serviços sejam disponibilizados no mercado.

Isso acontece devido à regulamentação das fintechs e a adoção de novos serviços, dentro da lógica do Open Banking e Open Finance.

Mobile banking e os novos meios de pagamentos

O mobile banking ganha destaque também com relação aos novos meios de pagamento.

O mais recente deles é o Pix, sistema de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central (Bacen).

Em vigor desde novembro de 2020, essa modalidade de pagamento realiza transações em até 10 segundos. 

Além disso, é válida para qualquer hora ou dia da semana.

Assim, se apresenta como uma alternativa aos meios de pagamentos tradicionais, a exemplo do DOC, TED, cartões e boleto.

novos meios de pagamento

Mobile banking e o PIX

O Pix pode ser entendido como uma evolução dos meios de pagamento, algo também viabilizado pelo mobile banking.

Esse serviço traz várias vantagens, tanto para quem paga quanto para quem recebe.

Em especial pelo setor varejista, o Pix já vem sendo considerado como um forte aliado na retomada econômica.

Utilizando os recursos do mobile banking, as transações via Pix são realizadas por meio das chamadas “chaves”.

Essas são informações que identificam o usuário no momento da operação.

Entre os dados disponíveis estão:

  • CPF 
  • CNPJ 
  • Número de celular 
  • Endereço de e-mail 
  • QR Code dinâmico
  • QR Code estático.

Para realizar a transação via mobile banking, basta acessar a área Pix, informar a chave e o valor. 

Confirme com a senha da conta bancária e pronto! A transação foi concluída.

Nesse cenário, o mobile banking tende a ser um dos principais recursos para a realização dos pagamentos instantâneos.

Devido à sua praticidade, fica fácil entender que os aplicativos serão ainda mais utilizados nos próximos anos.

Isso porque essa também é uma solução eficiente para fazer o controle de todas as movimentações financeiras realizadas pelos usuários.

Sejam eles pessoas físicas ou jurídicas.

Quais são as vantagens do mobile banking?

Até aqui você já deve ter percebido que a comodidade é uma das principais vantagens do mobile banking, não é mesmo?

Conforme outra pesquisa da Febraban, os usuários do mobile banking acessam o seu banco 23 vezes por mês.

Isso explica o fato de o orçamento para tecnologia nessas instituições ter crescido 24% no período de apenas um ano.

Nesse sentido, a praticidade é outro dos benefícios mais evidentes do mobile banking.

Mas as vantagens não param por aí. 

Acompanhe as principais!

Otimização do tempo

Como todos os serviços podem ser feitos em dispositivos móveis, é possível que o usuário aproveite melhor o seu tempo.

Além disso, não é necessário enfrentar longas filas. 

Assim, é possível também aproveitar melhor os recursos humanos nas empresas.

Isso porque os profissionais podem se dedicar a atividades mais estratégicas para o negócio.

Dessa forma, eles contribuem de maneira efetiva para o desenvolvimento da companhia.

Diversas funcionalidades

Com a ajuda da tecnologia, é possível ter uma série de serviços na palma da mão. 

E isso tudo sem a necessidade de um suporte pessoal.

Como o uso do aplicativo é bastante intuitivo, isso facilita a realização dos processos de operações bancárias.

Maior controle das finanças

Como todas as soluções estão disponíveis pelos dispositivos móveis, fica mais fácil ter o controle de investimentos e gastos.

Além disso, graças às constantes atualizações das informações, é possível agilizar as decisões financeiras, como no caso dos investimentos, por exemplo.

vantagens do mobile banking

Taxas reduzidas

Como as soluções do mobile banking dispensam a ida às agências bancárias, é possível reduzir os custos com taxas e outros encargos.

Além de economizar, ainda é possível controlar melhor o orçamento e o fluxo de caixa da empresa.

👉Conheça o conceito de Invisible Banking da Aarin.

Conclusão

Neste texto, você pôde acompanhar como as soluções tecnológicas têm ganhado cada vez mais espaço na sociedade.

Além disso, viu como o uso de serviços e produtos pelo mobile banking permite reduzir a burocracia.

Ao mesmo tempo, oferece comodidade, praticidade e uma melhor experiência para diversos perfis de consumidores.

Na Aarin, oferecemos soluções de transações financeiras e gestão de caixa para empresas. Visite o site e comece a construir agora o futuro do seu negócio.

Compartilhe este post

Leia também

Uma resposta

Deixe uma resposta

Fale com a Aarin!

Preencha o formulário abaixo que entraremos em contato:

Mensagem enviada com sucesso!

Entraremos em contato em breve! 

A aarin utiliza cookies para tornar sua experiência aqui, mais prática e dinâmica. Ao navegar no site, você concorda com política de privacidade e cookies.

%d blogueiros gostam disto: