Conheça as novas regras do Pix e saiba como aproveitar no seu negócio

Novas regras Pix

Criado em 2020, o método de pagamento instantâneo do Banco Central não demorou a conquistar os brasileiros. Agora, as novas regras do Pix chegam para aprimorar ainda mais a ferramenta.

A revolução digital é um grande passo para descomplicar operações financeiras, mas a segurança dos usuários é uma preocupação constante. 

Por isso, o Pix recebeu algumas normas complementares a fim de reforçar a segurança do sistema, assim como novas modalidades criadas para facilitar ainda mais as transações. 

Ao longo deste conteúdo, vamos conhecer todas essas mudanças e descobrir como elas podem ajudar no dia a dia dos negócios.

É só seguir a leitura com a gente para conferir o que mudou no Pix!

Quais são as novas regras do Pix?

Novas regras do Pix 2022

Depois de anunciar novidades como o Pix saque e o Pix troco no final de 2021, o Banco Central apresentou novas regras para o sistema com o objetivo de aumentar a segurança dos usuários.

Além delas, a instituição divulgou novas funções e alterações para simplificar ainda mais a vida de quem utiliza o método de pagamento instantâneo.

Apesar de ainda não estar disponível para todos os consumidores, algumas ferramentas já estão em fase de teste. 

O processo de implementação dos novos produtos tem previsão para acontecer ao longo de 2022. 

Confira a seguir quais são as novas regras do Pix para 2022 e conheça as novas funcionalidades anunciadas.

Pagamentos offline

O sistema de pagamentos offline vai permitir que os usuários façam transações via Pix mesmo sem ter acesso à internet.

Para que isso seja possível, basta que um dos envolvidos no processo tenha internet. 

Por exemplo, o consumidor poderá pagar com Pix ao fazer uma compra na loja física sem ter internet no celular, desde que o estabelecimento tenha acesso à rede.  

Pix débito automático

O Banco Central também estuda a implementação do “Pix débito automático”. 

A novidade permitirá o cadastramento de fornecedores para pagamento automático pelo sistema Pix, facilitando o processo de pagamentos recorrentes. 

Pix aproximação

Em breve, o pagamento por aproximação estará disponível também no sistema Pix. 

Com ele, os usuários poderão utilizar a transação instantânea da mesma forma que estão acostumados aos sistemas de pagamento contactless, como os cartões: bastará aproximar o celular da maquininha ou do terminal de pagamento.

Pix internacional

Outra novidade bem interessante para quem faz transações para fora do Brasil, é o Pix internacional, que promete facilitar as operações para outros países.

Este produto ainda não tem previsão para lançamento, mas o Banco Central já está em negociação com países como Inglaterra e Itália.

Limite

Dentre as novas regras do Pix, temos o estabelecimento de um limite para as transações, criado para combater golpes e aumentar a segurança.

Entre 20h e 6h, os usuários podem fazer operações de até R$1.000. A regra é válida para pessoas físicas e MEIs (Microempreendedores Individuais), mas existe a possibilidade de aumentar esse limite.

Para isso, é preciso aguardar um prazo entre 24 e 48 horas para liberação do aumento. A medida é uma forma de evitar o aumento imediato em casos de golpes. 

Notificação de infração

O Pix estabelece infrações para usuários que quebrarem as normas do sistema, com multas que podem chegar a R$1 milhão. 

Com as novas regras, o infrator passa a receber uma notificação solicitando o cancelamento da prática irregular aos padrões da plataforma. 

Cadastro prévio

Outra novidade é o cadastro prévio de contas, que permite um controle maior sobre os limites das transações.

Com essa função, é possível receber uma transferência com valor acima do limite estabelecido sem precisar alterar esse limite em outras operações. 

Bloqueio de transações

Outra medida para ampliar a segurança é a função de bloqueio de transações. Ela permite a retenção de operações pelo banco para analisar possíveis riscos.

Regras do Pix Banco Central

O bloqueio tem duração de 30 minutos no período diurno e de 60 minutos para operações realizadas à noite. Vale destacar que a instituição deve informar essa retenção ao cliente.

Controle de contas

A regra de controle de contas prevê a obrigatoriedade de registro de contas com indícios de fraudes no DICT (Diretório de Identificadores de Contas Transacionais). 

Prevenção De Fraudes

Para evitar crimes e golpes, as novas regras do Pix determinam a consulta aos registros do  DICT como base para criação de um banco de dados pelas instituições bancárias.

Histórico De Comportamento De Crédito

As novas regras também criam um histórico de comportamento de crédito para cada consumidor.

Com ele, as empresas podem identificar transações comuns e datas frequentes em que o usuário realiza pagamentos, facilitando assim o controle de fraudes.

Contas Laranjas

Com o objetivo de combater as contas laranjas, o Pix agora tem controles extras para as transações entre contas registradas no DICT. 

Como aproveitar as mudanças do Pix no seu negócio?

O Pix chegou para facilitar a vida de consumidores e empreendedores. Não é à toa que a ferramenta é, atualmente, o segundo método de pagamento mais utilizado pelos brasileiros.

Com o Pix para empresas, os empreendedores usufruem de todas as facilidades do sistema para otimizar a organização financeira do negócio, e as mudanças prometem trazer ainda mais benefícios.

Veja as principais vantagens das novas regras do Pix para a empresa:

  • ao oferecer novos métodos de pagamento mais acessíveis, você aumenta o público atendido;
  • pagamentos instantâneos facilitam a gestão do fluxo de caixa;
  • compensação ágil do dinheiro na conta com o Pix cobrança;
  • planejamento financeiro facilitado.

Para aproveitar todos esses benefícios de maneira eficiente, é fundamental contar com ferramentas de integração especializadas em Pix, como é o caso do hub desenvolvido pela Aarin Tech Fin. 

Com ele, você tem acesso às principais funcionalidades do Pix de maneira centralizada, desde a integração do método de pagamento instantâneo em seu estabelecimento físico ou digital até o split de pagamento para repasses financeiros.

Transforme o seu negócio com o primeiro hub especializado em Pix no Brasil!

Conclusão

Como vimos no artigo, as novas regras do Pix são reforços importantes na segurança das transações e os produtos em desenvolvimento são mais um passo para simplificar operações financeiras. 

Além de entender o que mudou no Pix – e o que ainda vai mudar – você também conferiu os benefícios dessas novidades para o seu negócio e descobriu a importância de contar com uma ferramenta especializada para otimizar a gestão financeira.

Para acompanhar as atualizações do método de pagamento queridinho dos brasileiros e do mercado financeiro em geral, fique de olho no blog da Aarin.

Compartilhe este post

Leia também

Deixe uma resposta

Fale com a Aarin!

Preencha o formulário abaixo que entraremos em contato:

Mensagem enviada com sucesso!

Entraremos em contato em breve! 

A aarin utiliza cookies para tornar sua experiência aqui, mais prática e dinâmica. Ao navegar no site, você concorda com política de privacidade e cookies.

%d blogueiros gostam disto: