Redução de Custos Operacionais: 5 Estratégias para aplicar

redução de custos operacionais

O principal objetivo da redução de custos operacionais é a economia financeira, mas esse planejamento reflete positivamente em outras áreas da empresa, principalmente na gestão.

Gastos com a parte operacional são indispensáveis, mas existem maneiras de reduzi-lo e nós vamos te contar como fazer isso ao longo deste post.

Quer descobrir as principais estratégias para a redução de custos operacionais? Então siga a leitura deste artigo com a gente para saber como fazer uma gestão mais econômica, organizada e eficiente!

O que são custos operacionais?

Os custos operacionais de uma empresa, como o nome já revela, são todas as despesas que envolvem a parte operacional. Ou seja, os custos necessários para que a companhia continue funcionando. 

Quais são os principais custos operacionais de uma empresa?

De maneira geral, existem dois tipos de custos operacionais: os fixos e os variáveis. Já dá para imaginar o que isso significa, mas vamos explicar melhor e trazer alguns exemplos para você.

Os custos fixos são aqueles considerados essenciais para o funcionamento da empresa. Aquelas contas que não tem como cortar, sabe? 

Por exemplo, se uma empresa aluga um espaço para funcionar, terá que arcar com os custos mensais do aluguel, mesmo que em determinado período fique sem vender nenhum produto ou serviço. 

Veja os principais custos operacionais fixos de uma empresa:

  • salário dos colaboradores;
  • manutenção de equipamentos e espaço físico, incluindo limpeza;
  • aluguel;
  • internet.

Por outro lado, os custos variáveis envolvem operações que não são constantes e sofrem alterações de acordo com a produção da empresa.

Nestes casos, se a produção aumenta, as despesas aumentam também, mas se ela diminui, os gastos reduzem também. 

Confira alguns exemplos de custos operacionais variáveis:

  • contas de consumo, como água e energia;
  • processos logísticos;
  • matéria-prima;
  • comissão de vendas. 

Ao longo do seu planejamento você vai perceber que os dois custos se complementam e são essenciais para que o seu negócio possa crescer. 

Já neste post você vai entender como é fácil fazer a redução de custos operacionais para garantir um crescimento estável da empresa sem prejudicar o financeiro. 

Por que reduzir os custos operacionais?

É impossível se livrar dos custos operacionais, afinal eles são responsáveis por fazer a empresa funcionar diariamente e ainda atuam no crescimento do negócio.

Sabemos que ninguém gosta de muitas despesas, mas neste caso elas são essenciais para o lucro, por isso precisam deixar de serem vistas como um inimigo.

Os custos operacionais são, na verdade, um investimento e também grandes aliados.

Quando você passa a observá-los de maneira estratégica e começa a planejá-los, o cenário muda e a sua empresa tem chances de crescer com segurança, organização e eficiência.

Por isso, as vantagens da redução de custos operacionais vai muito além de economia para o caixa da empresa e nós vamos compartilhar algumas dessas vantagens com você.

Confira a seguir alguns dos principais motivos para reduzir os custos operacionais da sua empresa. 

– Aumento da rentabilidade

aumento da rentabilidade com redução de custos operacionais

O aumento da rentabilidade nesse caso está diretamente relacionado à otimização das operações. Calma, que nós vamos explicar melhor.

Ao investir no operacional da sua empresa, você consegue aprimorar os processos de serviços internos, focando naquilo que é realmente importante para o crescimento do seu negócio.

Isso significa que nem sempre é necessário aumentar a produção para conseguir melhores resultados.

Com um planejamento estratégico, você consegue identificar pontos de melhoria e assim estruturar operações otimizadas sem a necessidade de gastar com novos processos. 

Tudo isso permite aumentar a produtividade sem perder a qualidade, conseguindo assim otimizar as etapas de produção.

Como consequência disso, a empresa consegue entregar resultados cada vez melhores para os consumidores sem peso no bolso para você. 

– Disponibilidade de capital

A disponibilidade de capital é a sobra de caixa que permite investimentos extras com o objetivo de melhorar a produção e impulsionar o crescimento da empresa. 

Com a redução de custos operacionais, é possível ter esse capital disponível e você pode escolher a melhor maneira de utilizá-lo para aprimorar o seu negócio.

Veja alguns exemplos de investimentos que podem ser feitos com a disponibilidade de capital:

  • melhora ou ampliação do espaço físico da empresa;
  • compra de equipamentos, serviços e tecnologias que vão otimizar os trabalhos;
  • treinamentos, cursos, workshops e outras atividades de capacitação para colaboradores;
  • aquisição de insumos e matéria-prima de melhor qualidade. 

Sem dúvidas a disponibilidade de capital é um grande benefício, mas também é preciso saber utilizar esse dinheiro. Por isso, planejamento financeiro não pode faltar!

– Competitividade no mercado

A redução de custos operacionais aliada ao aumento da rentabilidade tornam a sua empresa mais forte e competitiva no mercado.

Como já falamos ao longo deste conteúdo, a redução de custos deixa uma sobra de receita maior no caixa da empresa. 

Esse dinheiro pode – e deve – ser investido de maneira estratégica, pensando no desenvolvimento do seu negócio.

Uma vez feito isso, você ganha mais espaço entre os concorrentes e tem mais chances de se destacar no mercado com um serviço de alta qualidade. 

O investimento em marketing é um ótimo exemplo dentro desse cenário, principalmente por atuar exatamente no ponto do reconhecimento dentro do mercado e também da competitividade. 

Como fazer a redução de custos operacionais em uma empresa?

Tão importante quanto conhecer os benefícios da redução de custos operacionais, é saber como aplicar essa redução na prática. 

Como os custos operacionais estão diretamente associados ao andamento e ao sucesso do seu negócio, é importante manter os pés no chão e pensar estrategicamente.

Só assim você vai conseguir traçar um planejamento eficiente, que vai render bons resultados e trazer lucratividade para a sua empresa. 

A boa notícia é que você pode conseguir esses resultados com alguns passos bem simples. Simples, mas poderosos e que fazem toda a diferença nesse processo. 

Pensando nisso, separamos 5 dicas especiais para que você possa aplicar no seu negócio. Anote aí essas estratégias de redução de custos nas empresas :

1. Mapeie os processos

estratégias de redução de custos nas empresas

Conhecer a sua empresa é o primeiro passo para fazer uma redução de custos eficiente. Por isso, a nossa primeira dica é fazer um mapeamento de todos os processos operacionais.

Esse procedimento consiste na análise minuciosa das tarefas realizadas na sua empresa, do início até a conclusão. 

O mapeamento vai permitir identificar possíveis gargalos, problemas mais graves e oportunidades de melhorias. 

Com essas informações, você pode fazer aquilo que nós já falamos nesse conteúdo: otimizar operações. 

Ao identificar problemas e falhas, é possível encontrar soluções para eles de maneira muito mais fácil. 

Nessa etapa, pode ser interessante conversar com os colaboradores para saber as maiores dificuldades e também receber sugestões de melhorias operacionais. 

Uma avaliação profunda pode revelar pontos de economia que você nem imaginava, por isso a dica é manter esse acompanhamento dos processos e sempre estar aberto para ouvir a equipe.

2. Analise o fluxo de caixa

O fluxo de caixa registra todas as entradas e saídas da empresa, portanto é um ponto de análise fundamental quando o assunto é redução de custos.

É fundamental conhecer as despesas da empresa e avaliar se existe uma discrepância entre receitas e gastos, pois isso é um grande sinal de alerta.

Se o seu negócio gasta mais do que lucra, algo está errado e se continuar assim pode virar uma grande bola de neve. 

Um fluxo de caixa saudável permite que você consiga cobrir os custos operacionais com tranquilidade e ainda deixa uma sobra para investimentos voltados para a melhoria do negócio – a disponibilidade de capital, lembra?

Já o cenário contrário pode resultar em dívidas e grandes prejuízos para a empresa. Por isso é sempre importante acompanhar as movimentações financeiras de perto.

3. Faça a gestão do estoque

Uma boa gestão do estoque garante a redução de custos operacionais. Para conseguir isso, é preciso análise, planejamento e monitoramento constante.

O primeiro passo é identificar o giro do produto, ou seja, quanto tempo uma determinada mercadoria permanece em estoque. 

Com isso, você sabe exatamente os itens de maior saída e pode focar o abastecimento neles, evitando a compra de artigos que não tem bom giro e acabam ficando parados no estoque. 

Isso é essencial para evitar gastos extras com estocagem, assim como perdas e obsolescência de mercadorias. 

4. Terceirize demandas

Se a sua empresa realiza serviços não associados ao core business, avalie se os valores gastos com esses processos internamente não poderiam ser reduzidos. 

Esse é um dos grandes gargalos das empresas, mas a solução é muito simples: terceirizar demandas. 

Com isso, você economiza em encargos trabalhistas e salários, além de poder contar com equipes especializadas.

Bons exemplos de terceirização são as áreas de limpeza e TI. São duas atividades essenciais, mas que podem pesar no orçamento.

A terceirização garante a redução desses custos operacionais, permitindo assim o redirecionamento de capital para outros pontos de interesse. 

Para fazer essa mudança, avalie quais serviços precisam ser realizados internamente e quais podem ser feitos externamente. 

5. Negocie com os fornecedores

negocie com fornecedores para reduzir custos

Lembra quando falamos sobre fluxo de caixa? Então, um dos maiores problemas que geram desequilíbrio entre receitas e despesas são os gastos com fornecedores.

Apesar disso, esse também é um caminho simples para conseguir uma redução extra nos custos operacionais: basta negociar com seus fornecedores. 

Se você já tem uma relação mais estreita com algum fornecedor, você pode negociar preços melhores em troca de exclusividade, por exemplo. 

Caso tenha vários fornecedores, pode ser interessante buscar estreitar a relação com algum deles. 

No outro lado da moeda, temos casos em que a empresa tem fornecedores exclusivos, o que também pode trazer problemas com preços mais altos.

Se essa for a sua situação, pode ser interessante pesquisar os preços oferecidos por outros parceiros em busca de valores mais competitivos, que podem garantir uma boa economia para o bolso. 

Como a tecnologia pode ser uma aliada na redução de custos operacionais?

A tecnologia traz cada vez mais recursos para otimizar os processos das empresas e sem dúvidas isso garante inúmeros benefícios na redução de custos.

Para você ter uma ideia, um estudo realizado pela Infosys mostrou que as empresas que aplicam recursos tecnológicos conseguem resultados melhores que os concorrentes.

Segundo os dados levantados, só nos processos operacionais há um aumento de até 25% na eficiência. Bem interessante, não é mesmo? 

Confira algumas ferramentas que podem ajudar a reduzir custos na sua empresa:

  • software para gestão de estoque;
  • computação em nuvem;
  • Big Data;
  • inteligência artificial.

Uma tecnologia que inovou o mercado das compras e se tornou queridinha entre os brasileiros é o PIX. 

Esse método de pagamento traz benefícios tanto para a empresa, que recebe o dinheiro na mesma hora, quanto para o cliente, que pode pagar com agilidade e de qualquer lugar, a qualquer hora.

No caso do PIX para empresas, uma das principais vantagens é que o recurso fica totalmente integrado ao negócio e você não precisa aguardar até o próximo dia útil para receber o pagamento. 

Conheça o conceito de Invisible Banking com a Aarin!

Conclusão

Ver a empresa crescer é o grande sonho de muitos, mas o caminho para transformar sonho em realidade envolve alguns fatores. Dentre eles, estão os custos operacionais.

Ao longo deste conteúdo, mostramos que eles são investimentos e podem ser grandes aliados quando você sabe aplicá-los de maneira estratégica no seu negócio.

Uma vez que esses custos são voltados para a parte operacional da empresa, estão também ligados ao desenvolvimento e à lucratividade do seu negócio. 

Por isso, compartilhamos com você a importância de reduzir os custos operacionais não só para conquistar um fluxo de caixa mais equilibrado, mas também para otimizar os processos dentro da empresa.

Na prática, existem estratégias de redução de custos nas empresas, como o mapeamento de processos, a gestão do estoque e o uso de tecnologias para automação de operações.

Apontamos aqui o PIX como um dos principais recursos tecnológicos para redução de custos operacionais e, para facilitar ainda mais, você pode contar com a Aarin, uma empresa especializada em PIX e open banking. 

Não deixe de conhecer os nossos serviços exclusivos para varejos físicos e para varejos digitais. Dê adeus ao boleto, facilite a sua vida e a do cliente também!

Compartilhe este post

Leia também

Uma resposta

Deixe uma resposta

Fale com a Aarin!

Preencha o formulário abaixo que entraremos em contato:

Mensagem enviada com sucesso!

Entraremos em contato em breve! 

A aarin utiliza cookies para tornar sua experiência aqui, mais prática e dinâmica. Ao navegar no site, você concorda com política de privacidade e cookies.

%d blogueiros gostam disto: